A União Europeia (UE) constitui o mais ambicioso e bem-sucedido projeto de integração económica e política na história das relações internacionais. Nascida das cinzas da II Guerra Mundial, estabeleceu e reforçou, ao longo de seis décadas de existência, uma comunidade de paz, liberdade, democracia e prosperidade entre os seus Estados-membros, assente numa economia social de mercado e garantindo a proteção social e o bem-estar dos seus cidadãos.

 europa

 

Com uma população de cerca de 448 milhões de pessoas, a UE representa uma das forças motrizes da economia e do comércio mundiais. É o maior emissor e recetor de investimento direto estrangeiro, bem como o maior doador de ajuda ao desenvolvimento. Como ator global, a UE assume-se promotora de uma ordem mundial assente no multilateralismo e no direito internacional, que abranja os Direitos Humanos e o Estado de Direito.

A construção europeia tem vindo a desenvolver-se e a consolidar-se e tem sabido delinear respostas conjuntas a ameaças perante as quais os Estados-membros isolados seriam impotentes. No presente, a UE confronta-se com um conjunto de desafios externos, tais como a resposta à guerra na Ucrânia, a crise no Médio Oriente, os fluxos migratórios, a gestão das vizinhanças a Sul e a Leste, ou as agendas do desenvolvimento e do clima. Enfrenta, também, um conjunto de prioridades internas, como reforçar a convergência económica e social entre as economias dos Estados-membros, aumentar a sua resiliência, concretizar a dupla transição climática e digital ou prosseguir os esforços para que a UE seja valorizada pelos seus cidadãos, sendo capaz de atender aos seus legítimos anseios e defender os seus interesses fundamentais. Face a estes desafios e prioridades, é urgente conceber respostas europeias, ancoradas na solidariedade e interesse comum que unem os Estados da UE numa comunidade de valores que vai para além das suas diferenças e fronteiras geográficas.

 

  • Partilhe