Portugal vai enviar para São Tomé e Príncipe um terceiro lote de 37.000 vacinas contra a COVID-19, fazendo ascender a 86.000 o total de vacinas já disponibilizadas àquele país.

Este terceiro lote de vacinas Astrazeneca, que será acompanhado de todo o material necessário para viabilizar a sua administração, incluindo, nomeadamente, seringas e agulhas, chegará ao país amanhã, dia 10 de novembro, onde será entregue pelo Embaixador de Portugal em São Tomé às autoridades sanitárias santomenses.

Esta ação decorre do compromisso político de disponibilizar aos PALOP e a Timor-Leste pelo menos 5% das vacinas contra a COVID-19 adquiridas por Portugal, estando enquadrada na segunda fase do Plano de Ação na resposta sanitária à pandemia de COVID-19 entre Portugal e os países africanos lusófonos e Timor-Leste.

A operacionalização desta ação é resultado do trabalho conjunto do Ministério dos Negócios Estrangeiros, designadamente através do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua e da Embaixada de Portugal em São Tomé, e do Ministério da Saúde, através da Direção-Geral da Saúde (DGS) e da Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (INFARMED).

O transporte destas vacinas conta com o apoio da TAP, no âmbito do Acordo de Parceria Institucional assinado no passado dia 30 de setembro entre a transportadora nacional e o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, com o intuito de promover a colaboração entre as duas instituições, com especial enfoque no transporte de vacinas contra a COVID-19 e respetivos consumíveis para os PALOP e o Brasil.

  • Partilhe